Imprensa e empreendedorismo social trabalhando juntos contra a desinformação

Por: Ester Athanásio

Em vez de fake news, nós podemos promover boas notícias. Não apenas verdadeiras, mas boas.

Por muito tempo, pessoas de diferentes partes do mundo têm se sentido cansadas de más notícias. Elas estão pessimistas sobre o futuro, sobre o mundo e sobre suas comunidades. Elas nem querem assistir televisão ou ler jornais porque a maior parte das notícias tratam de coisas ruins – e a consequência é pior. No Brasil, por exemplo, após três anos de ampla cobertura da corrupção, 43% dos brasileiros afirmam preferir a ditadura à democracia (site em inglês). Por quê? Por que temos visto muitos problemas sociais, problemas ambientais e problemas pessoais. Esses problemas são reais, é claro, mas o que temos a dizer sobre todos os outros aspectos positivos da democracia? O que temos visto de soluções para nossos terríveis problemas coletivos? Desistir da democracia seria o melhor caminho para resolver a corrupção? Parece difícil acreditar.

Além das tradicionais más notícias, hoje nós temos o risco de viver na era da (des)informação. Nós temos tecnologia para fazer todos poderosos. Pessoas de todas as partes do mundo podem ler esse texto agora. Elas podem comentá-lo ou compartilhá-lo. Isso significa que temos as ferramentas para mostrar algumas informações de maneira mais rápida e fácil. No entanto, qual é a qualidade do conteúdo que você está lendo? Se você quiser saber se esse texto é verdadeiro e se pode confiar em mim, você deve fazer uma pesquisa sobre mim, quem eu sou e do que se trata este site. Se você confia na Rede YLAI, se esse programa tem credibilidade, você provavelmente vai confiar em minhas palavras também. Você pode discordar, é claro, mas sabe que não é uma notícia falsa.

Mas muitas pessoas não se importam com a fonte de informação. Eles apenas compartilham aquilo que reforça sua opinião. O problema hoje é acreditar nesse tipo de informação sem checar os fatos. Isso é perigoso para a imagem pública de pessoas, para empresas, além de representar um risco à esfera política e, principalmente, à democracia. Quando mentiras são compartilhadas com frequência, nós não podemos pará-las; elas se tornam verdades para muita gente.

Então, nós temos dois grandes problemas: muitas notícias ruins na imprensa tradicional e incontáveis notícias falsas na “nova mídia”, onde o conteúdo é enviado sem as regras de checagem do jornalismo tradicional. Mas, esse texto é uma notícia ruim? Não! Então, vamos às soluções!

 

Como podemos resolver ambos os problemas?

logo: De PropositoSabemos que a questão é complexa, assim como a solução. Como jornalista e pessoa interessada em usar a imprensa para apoiar causas sociais e ambientais, fundei minha empresa, DePropósito Comunicação de Causas, no sul do Brasil, para mostrar o que os empreendedores sociais estão fazendo e, ao mesmo tempo, promover mais boas notícias relacionadas ao trabalho deles e às nossas comunidades. Eu acredito que as boas notícias têm poder de influenciar as pessoas para fazer alguma coisa por um mundo melhor. Apenas saber sobre a existência de nossos problemas sociais não é suficiente. Nós precisamos saber como causar impacto positivo, e eu conheço muitas pessoas na América Latina que estão fazendo isso!

Ao produzir reportagens sobre esses projetos, nós os estamos tornando mais conhecidos para o público e ajudando-os a se tornarem mais fortes, bem como melhorando suas chances de obter contato com investidores, voluntários, clientes e pessoas em geral. Ao mesmo tempo, estamos agregando valor à imprensa tradicional — aquela onde os dados são checados antes de serem compartilhados. Estamos usando a imprensa para impulsionar as causas sociais.

Nós acreditamos na comunicação também como uma causa. Acreditamos que devemos ajudar os jornalistas a entender sua função social e mudar sua mentalidade para promover mais notícias do bem. Concomitantemente, sabemos que o jornalismo profissional é um parceiro importante na luta contra a desinformação e em favor da checagem de dados compartilhados e da circulação de notícias verdadeiras para população.

Em parceria com a Rede YLAI, estamos promovendo a campanha #YLAIVerifies. O primeiro passo para mudar essa grande questão é parar, refletir e verificar antes de compartilhar qualquer informação. Durante as próximas semanas, nós vamos compartilhar outros conteúdos para discutir o impacto das fake news e como elas afetam nossas empresas e nossas comunidades. Também vamos compartilhar ideias sobre como podemos efetuar essa mudança na América Latina. Nós somos muitos jovens líderes. Essa é a nossa responsabilidade e não estamos sozinhos. Vamos nessa!

photo of Ester AthanasioEster Athanásio é bolsista da Rede YLAI 2018, jornalista brasileira, professora universitária e fundadora da DePropósito Comunicação de Causas, que oferece serviços de comunicação e capacitação especializada em causas sociais e ambientais.

This article is available in English.